Novo prefeito fecha prefeitura de Santa Luzia por 15 dias

  • 3150 visualizações.
  • Publicado em: Notícias
  • Autor: ADPM

Carlos Calixto vai exonerar servidores contratados e suspender serviços públicos básicos, incluindo saúde. Motivo seria o caos deixado pelo antecessor, Gilberto Dorneles.

Logo depois de assumir o seu segundo mandato, o novo prefeito de Santa Luzia, na Grande BH, Carlos Calixto (PSB), decidiu nessa quinta-feira fechar a prefeitura por 15 dias, exonerar todos os servidores contratados e suspender vários serviços públicos básicos, alegando não ter condições de administrar o caos deixado por seu antecessor. O setor da saúde é o mais prejudicado, pois 22 postos estão sem funcionar e cerca de 130 mil pessoas deixaram de ser atendidas pelo Programa de Saúde da Família (PSF), segundo denúncia do conselheiro municipal de saúde Davi Pereira da Silva.

“Ele demitiu todos os funcionários contratados pela administração anterior, entre 1,3 mil a 2 mil e a saúde foi o setor mais prejudicado. O Programa de Atendimento à Saúde Mental também foi fechado”, disse Davi. Segundo ele, os moradores procuram atendimento médico em Belo Horizonte causando sobrecarrega do Hospital de Pronto-Socorro Risoleta Neves.

Carlos Calixto alega não ter recebido informações da gestão anterior e ter herdado muitas dívidas. “A prefeitura está um caos de tamanha monta que nem sequer sei quantos funcionários exonerei. Nossos repasses estão bloqueados por falta de prestação de contas. A administração anterior não fez a folha de pagamento de dezembro, mas o ex-prefeito pagou o seu salário e de todos os seus secretários. A gente está parando o atendimento externo da prefeitura por 15 dias para fazer o levantamento da real situação”, disse o prefeito.

Segundo ele, a dívida com o INSS chega a R$ 101 milhões e com os fornecedores já ultrapassa os R$ 44 milhões. Outro setor prejudicado, segundo Calixto, é o de coleta de lixo, que deixou de ser feita há 60 dias por falta de pagamento à empresa responsável. “A cidade tem lixo em todo e qualquer buraco, nas ruas, à beira dos córregos, em todo lugar”, disse. O ex-prefeito Gilberto Dorneles (PMDB) não foi encontrado. ontem.


Fonte: http://www.em.com.br

 

voltar para notícias